A MIM NÃO ME DÁ JEITO...


Local: Banco BPI;
Balcão: Carnaxide;
Hora: 14:15;
Funcionário: Um jovem desconfortavelmente enfiado num fato castanho "aburrado", com cara de quem (não) entende o que faz, tentando uma voz grossa de macho que não tinha;
Fila: Apenas uma pessoa atrás de mim;

Após ter feito as operações a que me tinha proposto fazer, lembrei-me de uma nota de 50€ que tinha na carteira e então quis aproveitar o momento para a trocar.

"Olhe, já agora trocava-me esta nota em miúdos por favor?"

Qual o meu espanto levei com esta resposta:

"Agora não me dava jeito nenhum nenhum nenhum..."

Ainda comentei entre dentes, sem contar com resposta: "Se não posso trocar num banco , onde mais poderei trocar?"

Para total desabamento da minha credulidade, ouvi a resposta...

"Experimente aqui ao lado no Pingo Doce, pode ser que lhe troquem... A mim é que não dá jeito nenhum nenhum nenhum..."


E esta, hein?!





Cheguei tarde a casa. E até por causa dos compromissos do dia de amanhã, já devia estar na cama. Mas passei uma vista de olhos sobre a imprensa caboverdiana online numa de ver se encontrava reacções ao concerto da Nancy na Praia no passao dia 30 de Maio.

A verdade é que, da pouca coisa que encontrei, deu para verificar umas pequenas anomalias as quais pretendo aqui mostrar e dar a minha opinião.

Por exemplo:

(...) "integrada por vários músicos como Paló, Jú Cabral, Moisés e Abel Batista" (...) in Expresso das Ilhas Online.

Ora vejamos: a banda da Nancy Vieira não é composta por vários músicos entre os quais Paló, Jú Cabral, Moisés e Abel Batista. A banda da Nancy Vieira é composta unicamente pelos músicos Paló, Jú Cabral, Moisés e Abel Batista.

Para quando maior seriedade nestas coisas da pena e da folha de papel? Não é só escrever. Há a responsabilidade de publicar e informar.

Just in case, publico aqui o comentário que deixei nessa notícia, uma vez que não tenho muita sorte com as opiniões que costumo deixar em artigos de jornais online caboverdianos.

«(...) "integrada por vários músicos como Paló, Jú Cabral, Moisés e Abel Batista (...)"

Vários músicos tais como os (únicos) quatro que fazem parte da banda da Nancy...

Tenham atenção ao que escrevem, meus caros. A importância do que o jornalista escreve é extrema, caso contrário pode induzir a erros, más interpretações, falsas notícias, ou seja, mentiras."»


Outro exemplo:

(...) Lus é o terceiro álbum acústico da cantora que faz um encontro entre as raízes da música cabo-verdiana e uma universalidade musical. Contém 12 faixas musicais, de entre elas, o “vivé Sabin”, que foi a primeira música cantada pela Nancy Vieira.(...) in Liberal Online .

Terceiro álbum acústico? Têem a certeza? Parece-me que os dois primeiros têem muito pouca filosofia acústica gravada, mas enfim, são opiniões.

A faixa "Vivê Sabin" foi a primeira música que a Nancy cantou? A mim, o que ela me disse (e tem-no dito publicamente) é que foi a primeira composição de sua autoria que ela teve a coragem de publicar num disco.


Ainda no mesmo jornal e na mesma notícia:

(...)Sobre projectos futuros, disse Nancy Vieira ter ainda muito que fazer com este disco. “Neste momento, vou dedicar-me aos consertos e mostrar o meu disco para o mundo”, afirmou.(...)

Consertos? De quê? Tubos de escape dos automóveis, ou cabeças de motor rachadas?

Tenham cuidado, meus senhores... Não é só escrever. Há a responsabilidade de publicar e informar.

Tenham cuidado.

E já chega de (maus) exemplos.